Grupo Soluções Ideais lança novo serviço – o simulador aminhacasanova.pt

Trata-se de um simulador único no mercado, com a capacidade de ajudar, informar, inspirar e tornar a construção de uma casa nova numa experiência agradável, planeada e sem imprevistos.

Um serviço único, disruptivo e inovador.

Quando falamos de uma nova construção, habitualmente o consumidor inicia o processo construtivo com pouca informação. No final, muitas vezes, acaba por ter uma experiência desagradável e um resultado de obra abaixo das suas expectativas.

Por essa razão, com o serviço aminhacasanova.pt reunimos e organizamos toda a informação do mundo da construção e tornamo-la acessível através da Biblioteca. Além disso, disponibilizamos um simulador para que, de forma totalmente gratuita, o visitante possa simular a configuração ideal para a sua casa. Para além de, no final, ter uma perceção do projeto da sua nova casa (planta, materiais, equipamentos, configuração…), encontrará também uma estimativa orçamental.

Se durante o processo de simulação surgirem dúvidas, disponibilizamos, num gabinete online, a oportunidade de esclarecer todas as questões sobre construção com um especialista.

SI formaliza parceria com Chunking Up

A Soluções Ideais estabeleceu uma parceria com a Chunking Up no âmbito das formações em PNL (Programação Neurolinguística), de forma a facultar à rede um conjunto de benefícios extraordinários.

A partir de agora, todos os Consultores e Diretores SI podem aceder a diversas ofertas formativas com condições únicas e exclusivas com o objetivo de aumentar a eficácia, a motivação e a rentabilidade do grupo, dotando cada colaborador de ferramentas com vista à satisfação das necessidades do cliente, o aperfeiçoamento e desenvolvimento contínuo das potencialidades individuais e realização pessoal.

A Chunking Up aposta na excelência, no profissionalismo sério, na integridade e nos resultados, valores com os quais o Grupo Soluções Ideais se identifica e, por isso, estamos muito felizes com esta parceria.

3 questões fundamentais para gerar ideias

O que é preciso para dar ideias?

Quando se fala em dar ideias, em ser criativo, a tendência natural é classificar alguém como 8 ou oitenta: ou é altamente criativo ou é bloqueado no que respeita à criatividade. É raro lembrarmo-nos das 72 possibilidades que há entre o 8 e o 80. Devemos considerar todas estas possibilidades e saber que qualquer pessoa pode ter diferentes níveis de criatividade em diferentes áreas. Mais ainda, a criatividade pode e deve ser treinada e desenvolvida, e, para isso, há 3 fatores cuja existência é fundamental.

Os 3 fatores fundamentais para gerar ideias

Existem 3 fatores fundamentais para gerar ideias: cérebro, uma vontade inabalável e um bloco de notas.

A existência de um cérebro é uma condição de base para o nosso potencial criativo. Todos temos, logo, todos podemos ser criativos. O segundo fator: uma vontade inabalável. Podemos estar a falar de uma vontade inabalável de usar o cérebro ou de uma vontade inabalável de comunicar a nossa ideia, de a partilhar e de a ver transformar-se em algo ao dispor e ao serviço da empresa. O inabalável aparece pela força necessária para ultrapassar as objeções que aparecem sempre e que são maiores quanto mais a ideia rompe com o estabelecido. Ter e dar ideias é uma atitude vencedora e este potencial criativo desenvolve-se ao partilhar e debater as ideias. Assim, as ideias não se esgotam… pelo contrário, quanto mais ideias partilhamos, mais ideias surgem.

O 3.º fator fundamental é o bloco de notas. A maioria de nós vai tendo várias ideias ao longo das 24 horas. Sim, de noite ou de dia… No entanto, muitas dessas ideias desaparecem num ápice. Quantas vezes ficamos com a sensação de que tivemos uma ideia que nos poderia ter ajudado a resolver um problema que nos acompanha há algum tempo, ou que seria uma boa solução para um desafio que temos? E esfumou-se a solução… esqueci! Se tivermos um bloco de notas sempre connosco, podemos registar a ideia e recuperá-la mais tarde, evitando esquecer aquela ideia que podia ter a solução para um dos meus problemas. Seja no trabalho, em casa, em viagem, o bloco de notas deve acompanhar-nos sempre para o registo das nossas ideias. Este bloco de notas pode ser físico (existem vários cadernos de diferentes tamanhos e cada um deverá optar pela melhor solução para si) ou digital (existe uma quantidade enorme de apps que podem ser usadas para este fim).

O ciclo da ideia

Com os 3 fatores acima identificados, temos uma parte fundamental do ciclo das ideias cumprido. Sem a existência da fase de gerar ideias, nada surge, fica o vazio. A fase de escrever as ideias permite o registo, e assim, a manutenção de várias ideias em carteira, independentemente da pertinência da mesma nesse preciso momento. A fase de debater e implementar é importante e só surgirá após a existência eficaz destas primeiras fases.

Inovar Faz Bem

Assim, usemos a seguinte lista de verificação:

Tenho cérebro?

Tenho vontade?

Tenho bloco de notas?

A resposta à primeira questão, é positiva para todos. Assim, precisamos de verificar se as duas outras questões são positivas, criar as condições para responder-lhes positivamente e começar a gerar e a escrever ideias. Qualquer ideia é positiva e pode contribuir para o debate e consequente melhoria das condições de vida, tanto no aspeto pessoal como no aspeto profissional.

Lembra-te, DÁ IDEIAS, porque INOVAR FAZ BEM!

Soluções Ideais adere ao programa de formação Marca Segura

O Grupo Soluções Ideais associou-se ao plano formativo da plataforma Marca Segura, reconhecendo o seu valor para todos os membros da rede.

Como forma de apoio à constante especialização da equipa, o grupo associou-se à plataforma e todos os membros da equipa podem aceder às formações disponibilizadas com condições especiais.

O arranque formativo foi dado dia 10 de março pelo especialista Vítor Neves, que falou sobre a ‘Estratégia de Valor na Mediação Imobiliária’. Dia 17 do mesmo mês, o designer gráfico Telmo Alves focou-se na ‘importância da imagem – criar boas comunicações com recurso a ferramentas gratuitas’. Já em abril, foi a vez da copywriter Marta Oliveira falar sobre ‘Como escrever boas descrições de imóveis’.

A próxima formação é dia 21 deste mês, na qual o especialista António Sacavém vai falar de como ‘Criar uma Excelente Impressão: No Online e no Presencial’.

Conheça o restante plano formativo aqui: https://marcasegura.pt/formacoes.php

A Marca Segura é um programa de credibilização dos profissionais de mediação imobiliária e um portal de referência que apoia o destaque dos profissionais do setor, enquanto ajuda os consumidores a encontrar profissionais nas suas geografias.

Saiba mais em www.marcasegura.pt.

A importância da Criatividade

Criatividade, porque sim?

Uma ideia é uma chave para a mudança positiva. Faz parte da mudança!

Definir criatividade? Há centenas de definições. É preciso perceber que, quando falamos em criatividade, falamos em competência para ver o que ninguém está a ver, em olhar com outros olhos, em pensar diferente. Ser criativo potencia:

  1. Diferenciação – apresentar soluções diferentes, para as várias partes interessadas.
  2. Resolver Problemas – promover a melhoria contínua ou mudanças significativas.
  3. Felicidade – incentivo à alegria, ao bem-estar, ao orgulho em ter pensado em algo ainda não pensado anteriormente.

Só os 3 fatores anteriores já representam benefícios impagáveis para empresas e pessoas. Apesar disso, há fatores que tornam a criatividade difícil de integrar no dia a dia das organizações.

Mitos da Criatividade

Há obstáculos e dificuldades relativos à criatividade, que são colocados, muitas vezes, no formato de mitos urbanos:

  1. Nascemos criativos ou não… e não podemos melhorar a criatividade!
  2. A criatividade é rara!
  3. É espontânea!

Relativamente ao mito 1, Abraham Maslow disse que “O Homem criativo não é um homem comum ao qual algo foi acrescentado, mas sim um homem comum ao qual nada foi retirado”. Todos nascemos criativos. Basta dar uma caneta e um papel a uma criança e surgem os mais variados desenhos…

No que se refere ao mito 2, ao percebermos os tipos de criatividade que há, percebemos de imediato a abundância de criatividade que existe em cada pessoa. A criatividade artística, a criatividade humorística e a criatividade organizacional.

Quanto ao mito 3, Picasso dizia “Que a inspiração chegue, não depende de mim. A única coisa que posso fazer, é garantir que me encontra a trabalhar”. Esta frase reflete muito do que à criatividade respeita. Apesar de haver momentos espontâneos de inspiração, a maior parte das obras, a maior parte das soluções, decorre de processos e jornadas de trabalho que vão muito para além de qualquer momento de iluminação, com uma ideia fabulosa. Como pensam que apareceram as grandes empresas? Steve Jobs com a Apple? Ou Bill Gates com a Microsoft? Ou Richard Branson com a Virgin? Ou Elon Musk com a Tesla? Ou a vacina contra o Covid? Têm ideias que caem do céu? Talvez surja uma ou outra, no entanto há um trabalho intenso para que as ideias tomem forma e se transformem em negócio.

Criatividade e Inovação na Soluções Ideais

Eduardo Maldonado, presidente da Agência Nacional de Inovação (ANI), diz: “Uma empresa que não inova, estagna e nunca fica muito bem no futuro”.

Na Soluções Ideais, conhecemos o valor da criatividade e da inovação desde há muitos anos. É, provavelmente, um dos fatores que muito tem contribuído para o nosso crescimento e consolidação ao longo dos tempos. Apesar de sempre termos uma forte orientação para a criatividade e inovação, foi em 2019 que começámos a ter algumas sessões de criatividade. Em 2020, houve a consolidação dos processos e a definição de metodologias que nos permitem quebrar os padrões de forma sistemática. Esta aposta tem trazido benefícios a todos: clientes, colaboradores, fornecedores, parceiros… que se verificam com a melhoria de processos, a apresentação de soluções diferentes no negócio, no contacto com os clientes e no marketing.

É mais fácil ser criativo e inovador se muitas pessoas se envolverem no processo. 2020 foi um ano de grande envolvimento. Este envolvimento teve resultados que podemos resumir no ERIC, em melhorias importantes no GSI, em atividades de resposta ao confinamento de 2020, entre outras.

A Inovação é fundamental para que os nossos resultados sejam bons e, com isso, a vida de cada um de nós seja melhor. O importante é que cada pessoa, sempre que se lembre de uma melhoria para a empresa, de uma dificuldade, de uma sugestão, anote no seu caderno de apontamentos e, quando tiver oportunidade, a insira no ISI. Todas as ideias são analisadas. Todas são importantes. Muitas serão implementadas. Desta forma, todos estaremos a contribuir para a Superação e a Inspiração mútua, tão importantes para nós.

Uma ideia é uma chave para a mudança positiva. Faz parte da mudança!

Artigo de Pedro Paiva

Aniversário Soluções Ideais – 18 anos, 27 bolos

Grupo Soluções Ideais celebrou no passado dia 26 de novembro o seu 18.º aniversário. Num ano que privilegia as plataformas digitais e a necessidade de distanciamento social, a direção do grupo teve a sua criatividade posta à prova.

Neste aniversário, o grupo decidiu realizar um festejo online, através de um evento com todas as agências do grupo, numa cerimónia de partilha, união e boa disposição.

As surpresas foram muitas. À hora do evento, cada loja recebeu um bolo de aniversário e uma caixa “surpresa”. Todos em conjunto, com a orientação da Carla Cabanas, abriram a caixa e constataram que era composta por uma garrafa de espumante e flutes, pins e um vinil alusivos ao 18.º aniversário da SI e ainda um tabuleiro e um saco com peças de puzzle.

As boas-vindas foram dadas pelo comediante Aldo Lima, que presenteou os convidados com um momento de stand-up comedy e boa disposição.

 

De seguida, a Sara Guedes lançou o desafio às lojas da construção do puzzle e a loja da Mealhada foi a vencedora, tendo terminado em apenas 4 minutos.

Seguiu-se uma conversa entre o anfitrião e Rui Guedes, Diretor Geral do Grupo Soluções Ideais, Rosário Carvalho, Vitor Moreira e Margarida Dinis, os fundadores da rede.

A seguir, ficou a cargo dos apresentadores Francisca Coimbra e Pedro Bastos o importante momento de reconhecer aqueles que se destacaram em cada categoria no último trimestre de 2020.

No final, cantaram-se os parabéns em conjunto e brindou-se a 18 anos de dedicação, sucesso e muito gosto pelo que se faz.

Soluções Ideais lança novo simulador do valor dos imóveis

O Grupo Soluções Ideais, especialista em soluções imobiliárias, lançou recentemente na sua página um simulador do valor dos imóveis (https://avaliacao.solucoesideais.pt/).

Em apenas alguns passos, nomeadamente a introdução das informações mais importantes do imóvel, como área, tipologia, estado, certificado energético e ano de construção, os clientes podem receber a estimativa do valor dos seus imóveis.

A utilização desta plataforma é gratuita e pretende fornecer um valor expetável de venda de um determinado imóvel, tendo por base uma análise estatística. Os resultados gerados são estimativas e fornecem valores obtidos a partir da análise estatística de bases de dados de imóveis e outros indicadores de mercado imobiliário.

De seguida, os clientes podem ainda recorrer à ajuda do ERIC para saber se o imóvel tem potenciais compradores, ainda antes de decidir a venda.

A aposta na inovação continua a ser uma constante no Grupo Soluções Ideais, que trabalha com dedicação, empenho e confiança esta vertente, introduzindo regularmente novidades no mercado.

O que torna uma empresa realmente inovadora?

Porquê Inovar?

É preciso perguntar porquê inovar? Sei da importância fundamental da inovação. Qualquer empresa que queira sobreviver tem a sua parte de inovação. Claro que quando se fala de grandes empresas, fala-se de organizações que estão orientadas no seu dia a dia para a inovação. Quando tenho dúvidas, vou ver o ranking da FastCompany, que por si só, responde à questão:

No seu ranking, em 2018, o pódio era composto pelas empresas Apple, Netflix e Square. Em 2019, o pódio foi composto pelas: Meituan Dianping, Grab e NBA (as duas primeiras não se encontravam presentes no ranking no ano anterior). Ver aqui ranking original ou outros artigos sobre o ranking em Azulis ou em e-konomista.

Praaven Gupka indica algumas vantagens da inovação, com base num inquérito feito a diversos gestores de topo de empresas. Entre as vantagens identificadas, destacam-se: o desenvolvimento de novos produtos e serviços, o aumento da receita, maiores margens de lucro e aumento de eficiência nas organizações. Fica claro porque se esforçam tanto as empresas em criar um ambiente inovador.

Inovar é simples.

Esta afirmação é vista por alguns como uma provocação, por outros como um caminho natural para alcançar objetivos. Se ainda não é simples, iremos fazer com que passe a ser uma afirmação verdadeira. A resposta tem que ser dada caso a caso e vai mudando ao longo dos tempos. Quem está a iniciar e não tem uma cultura de inovação, vai sentir que há vários obstáculos à inovação e inovar não será propriamente simples. Quem já tem boas práticas de inovação vai sentir que é mais simples, que o esforço vai ser menor para alcançar os mesmos resultados.

Se há segredos para implementar uma cultura de inovação, direi que esse segredo é um esforço inteligente e disciplinado. É importante conhecer bem a empresa, fazer um diagnóstico assente numa verdade nua e crua, por vezes dolorosa. A partir deste momento, há que definir um plano de ação que tenha em consideração, pelo menos, os seguintes pontos:

  • Promover uma liderança inspiradora, envolvida e transversal.
  • Criar um sistema consistente e dinâmico.
  • Assegurar as estruturas necessárias para inovar.
  • Converter numa organização clientocêntrica.
  • Comunicar permanentemente e intensamente.
  • Usar ferramentas de criatividade, inovação e resolução de problemas.
  • Valorizar e disponibilizar conhecimento e competências.
  • Reconhecer e recompensar.

Trabalhando estas áreas, estamos no caminho para tornar a empresa mais inovadora. A velocidade que cada um poderá imprimir à sua empresa, em que ser analisada constantemente, mas mais importante do que a velocidade, é assegurar que estamos sempre em movimento, na direção dos objetivos pretendidos. Algumas vezes iremos mais depressa, outras nem por isso. O importante é caminhar.

Quando está identificado o nosso propósito e quando sabemos o caminho que devemos seguir, as áreas que devemos trabalhar e criamos relações de confiança e respeito com as pessoas que nos rodeiam, podemos dizer que estamos a tornar a nossa empresa inovadora… E se no início exige esforço, consciência e dedicação, chegará um momento em que a inovação aparece de forma natural. No entanto, como não há milagres, continuará a exigir esforço, consciência e dedicação… O que varia de facto, são os resultados, que começam a ser mais relevantes e frequentes.

A inovação está sempre presente.

A inovação existe em qualquer empresa, mesmo as que copiam produtos e apresentam soluções semelhantes a outros. As únicas empresas que podem não ter inovação, são as que estão fechadas ou irão fechar em breve.

Como desafio para uma reflexão, que pode não ser fácil, nem rápida, nem apetecível, fica a seguinte questão: quem controla a nossa empresa? São os outros (fornecedores, estado, concorrentes, reguladores, financiadores, …) ou somos nós, que fazemos parte integrante da empresa?