Subida da inflação e das taxas de juro: 10 Dicas de poupança

Dicas de poupança

O aumento do custo de vida tem afetado grandemente os consumidores em todos os campos da vida diária. Por isso, é essencial conhecer e aplicar dicas de poupança que realmente funcionam, de forma a aliviar os custos com vários bens e serviços e a gerir o orçamento familiar.

Explore connosco 10 dicas de poupança que lhe permitirão encontrar mais calma e estabilidade neste período desafiante.

 

10 Dicas de poupança para fazer face à subida dos preços

 

1. Faça compras inteligentes no supermercado

Faça uma lista de compras e defina o valor máximo a gastar. Isso vai ajudá-lo a comprar apenas aquilo de que precisa.

Use a internet para avaliar previamente o mercado e descobrir os preços e as condições nas diferentes lojas. E tire partido dos descontos e cupões, mas apenas se realmente necessita dos produtos em promoção.

 

2. Considere o crédito consolidado

O crédito consolidado é uma ferramenta que permite combinar os vários empréstimos num só, o que quase sempre conduz a condições mais benéficas e a uma mensalidade mais baixa. Se tem vários créditos (por exemplo, automóvel, habitação e pessoal), esta é uma das dicas de poupança mais vantajosas para reduzir os custos.

 

3. Invista com precaução

A conjuntura atual é propícia a pensar como aplicar e rentabilizar o dinheiro. Uma carteira diversificada de investimentos pode assegurar lucros consideráveis a médio e longo prazo.

Naturalmente, é preciso aconselhamento, pesquisa e ponderação antes de decidir onde alocar os fundos, com vista a não ficar a perder.

 

4. Renegoceie os seguros

Reavaliar as coberturas e condições dos seguros é uma das dicas de poupança que mais diferença pode fazer no seu orçamento familiar. Cada caso é único, mas pode ser necessário retirar ou acrescentar coberturas, ou até mudar de seguradora.

Mesmo que continue a servir-se da mesma marca, há sempre espaço para renegociar os preços. Fatores como a ativação reduzida das proteções, os anos como cliente, o menor parcelamento possível das prestações e a conjugação com outros seguros podem diminuir consideravelmente os prémios.

 

5. Aproveite os rendimentos passivos

Não é preciso chegar à exaustão com um segundo emprego para conseguir dinheiro extra. Todas as famílias têm artigos em casa (roupas, mobiliário, aparelhos) que já não usam. Transforme-os em lucro através de vendas online ou em lojas de artigos em segunda mão.

Se tiver um imóvel livre (casa, escritório, armazém) não deixe de o arrendar e rentabilizar. Qualquer que seja o rendimento passivo, garanta que faz tudo de maneira segura e dentro da legalidade.

 

6. Reforce o seu fundo de emergência

Com o atual custo de vida, pode parecer impossível colocar dinheiro de lado. Mas é precisamente nesta altura que é mais importante fazê-lo.

Garantir um fundo de emergência é uma dica de poupança sempre válida. Assim, poderá prevenir-se e fazer face a eventualidades inesperadas. Idealmente, o fundo deve corresponder, pelo menos, a seis meses dos gastos médios mensais.

 

7. Analise cada fatia do seu orçamento

Na base de todas as dicas de poupança encontra-se um plano estratégico do orçamento. Tome nota de todas as despesas mensais. Ponha de lado os custos invariáveis nos quais não consegue poupar. Entre os gastos restantes, perceba quais são os essenciais e, portanto, aqueles onde necessita de manter ou aumentar o orçamento, e quais os que pode reduzir ou eliminar.

 

8. Poupe em tudo o que usa em casa

Em casa, há um sem-número de serviços utilizados diariamente. Se conseguir poupar em todos, imagine o quanto pode aliviar a carteira.

Ajustar os comportamentos de consumo e escolher os tarifários mais adequados ao uso são passos imprescindíveis para poupar na energia, na água e nas telecomunicações.

 

9. Poupe nas saídas

As dicas de poupança aplicam-se também fora de casa. Poupe nas deslocações ao andar a pé ou de bicicleta em trajetos curtos, use passes mensais nos transportes públicos e atente nos preços e descontos do combustível.

Pode ter serões excelentes com familiares e amigos sem ir frequentemente a restaurantes. Basta disponibilizar a sua casa e visitar as dos outros convivas. Se todos ajudarem com as tarefas e despesas da refeição, fica bem mais barato e agradável.

Quanto às férias, pode viajar para fora cá dentro e explorar as inúmeras pérolas de Portugal. Não deixe de estar atento aos preços e às promoções das viagens e da hospedagem, e evite as épocas altas.

 

10. Seja sensato ao procurar casa

É assustador pensar em mudar de casa no contexto atual. Mas se planear o orçamento e o financiamento, escolher o timing correto, optar pelo tamanho apropriado para a família, ponderar se deve arrendar ou comprar e for racional ao visitar os imóveis, fará um negócio bem-sucedido.

 

Na DECISÕES E SOLUÇÕES, não só lhe apresentamos dicas de poupança confiáveis, como lhe prestamos um serviço personalizado e perito em várias áreas, incluindo imóveis, créditos e seguros.

Visite o blog e fique a par dos conteúdos mais úteis sobre a nossa atuação, bem como dicas para otimizar o seu dinheiro em vários campos!

 

QUERO LER MAIS CONTEÚDOS

 

Decisões e Soluções – Intermediários de Crédito, Lda., registada no Banco de Portugal, como Intermediário de Crédito Vinculado, sob o n.º 926, verificável em https://www.bportugal.pt/intermediariocreditofar/decisoes-e-solucoes-intermediarios-de-credito-lda é mediador inscrito na ASF, desde 29 setembro 2009, com a categoria de Agente de Seguros, sob o n.º 409311648/3, com autorização para Ramos Vida e Não Vida, verificável em www.asf.com.pt. O mediador de seguros não assume a cobertura de riscos. Decisões e Soluções – Mediação Imobiliária, Lda., titular da Licença AMI n.º 9300 emitida pelo IMPIC, I.P.